Ar Condicionado Automotivo – Ciclo de Refrigeração

Fonte: Blog SR Ar Condicionado.

Sistema de Ar Condicionado Automotivo (2)

Dentro da nossa válvula de expansão, ele também explica 3 tipos de válvulas: válvula termostática, que a gente pouco encontra; a mais usada é essa aqui, a tipo block, é a válvula mais utilizada hoje em dia; e também existe essa daqui, usada muito em sistema (refrigeração comercial usa bastante), a gente tem o bulbo aqui, vamos entender aqui os funcionamentos, mas a mais usada é essa daqui, é a block. E aqui tem um gráfico muito interessante também, pois ele explica como funciona a válvula. Então a gente tem a que vem do filtro secador (vamos voltar lá na figura), o filtro está aqui, o gás está sendo comprimido por essa entrada dessa válvula, a gente tem uma saída da válvula, que é a saída para o evaporador, tem o retorno, mas a gente percebe que tem um bulbo aqui que fica capturando o líquido aqui também circulando, e nós vamos entender porque. A gente vê um bulbo aqui encostando no tubo; esse bulbo aqui vai ficar captando a temperatura. O funcionamento dele seria captar essa temperatura (aquele bulbo) para ele poder começar a promover o funcionamento desse folizinho aqui que, través da pressão, a temperatura nesse bulbo – aqui tem um outro líquido também, de acordo com a temperatura ele vai expandir ou retrair, fazendo com que essa agulha abra ou feche mais o fluxo do gás vindo do filtro secador.

Sistema de Ar Condicionado Automotivo (1)

A gente percebe aqui, se ele abre eu tenho mais fluído, se ele fecha eu tenho menos. E na saída é a mesma coisa, abriu, entrou mais também e saiu mais fluído – E ele vai trabalhando dessa forma ali, então, ele vai captando a temperatura ali da saída e vai deixando passar mais ou menos gás aqui na válvula de expansão. Isso aqui é muito interessante, porque é essa válvula que vai fazer esse controle automaticamente; de acordo com a temperatura, se eu tiver aqui 0°C, ele vai fechar essa válvula, impedindo a passagem do gás aqui para que eu consiga ter uma troca maior aqui ou menor. Um carro pode estar já bem gelado internamente, com uma temperatura agradável, então, ele vai começar a promover o desligamento do sistema através da pressão. No momento que eu fecho essa válvula, eu tenho uma queda de pressão aqui, e a gente aprendeu lá que o sistema tem que estar a 25 PSI, no mínimo, para poder funcionar. Então, seu eu tenho uma queda a -0°C aqui, eu vou ter menos de 28 PSI, então, eu já não preciso que o nosso sistema funcione, então, ele desliga o compressor, através do relê, através do pressostato, ele vai desligar. Bom, para finalizar, eu vou falar um pouco mais sobre o nosso filtro, na verdade, vamos falar sobre um outro componente que a gente citou do nosso circuito, que são os pressostatos. Aqui nós temos um pressostato de alta e temos um pressostato de baixa, e os dois estão conectados na linha de alta. Aqui tem um outro pressostato, que é um pressostato de arrefecimento. Geralmente, também, a gente pode encontrar esses pressostatos conectados não diretamente no filtro, mas conectado aqui na tubulação, na tubulação de alta, e o pressostato de baixa aqui, talvez, em alguns casos, na tubulação de baixa. No nosso exemplo, ele está na nossa linha de alta, e os dois conectados ao nosso filtro secador, o filtro acumulador. Então, vamos começar aqui pelo nosso pressostato de baixa, ele traz aqui uma explicação, fala da localização dele e que a função é interromper o circuito da embreagem eletromagnética, caso ocorra uma despressurização ou um vazamento do gás. Então, aqui ele mostra a construção interna do pressostato, a gente vê os contatos, o contato móvel, o contato fixo, esse vai se movimentar de acordo com a pressão aqui, a gente tem um diafragma e a gente tem a pressão em cima desse diafragma que vai fazer aqui o contato e, com isso, fechar o circuito. Então, a gente já vai ver isso aqui no nosso desenho, clicando aqui, começou a pressão, 225 PSI (que a gente falou ali da nossa pressão de alta) e, como a gente comentou, havendo pressão dentro do sistema, esse contato vai estar sempre fechado, então, um pressostato normalmente fechado. Ligou a ignição, então, a gente já tem aqui circulando a corrente elétrica e, com isso, nosso compressor vai entrar em funcionamento. Vamos supor aqui que ocorra um vazamento, a gente tem aqui “simular vazamento”, percebemos a pressão aqui caindo, chegou a 28 PSI, já ocorreu o desligamento, justamente porque essa pressão abaixo de 28 PSI é insuficiente para fechar esse contato e, com isso, ele desliga o sistema para proteger o nosso compressor.
Vamos para o pressostato de alta agora. Ele também explica aqui, ele atua na parte de alta pressão pra segurança e também é localizado no filtro secador. É a mesma coisa: interromper o circuito da embreagem eletromagnética, caso ocorra excesso de pressão no sistema. Então, aqui seria ao contrário, a gente clicando aqui, temos uma pressão variando, chegou a 450 PSI, já ocorreu desligamento. Vamos de novo lá, 170 PSI, subindo a pressão e, por segurança, ele vai desligar. Tendo uma pressão normal, que é aquela que a gente comentou, a equalizada a 115 PSI (aqui ele está colocando 170 PSI, mas ele vai estar sempre, normalmente, ligado), então, sempre que a gente acionar o sistema, sempre que o sistema for acionado, ele vai estar sempre, normalmente, ligado. Ocorreu algum problema no sistema, começou a subir a pressão, ele vai desacoplar o compressor. O pressostato de arrefecimento, através do nosso relê, como ele está explicando aqui, quando a pressão do circuito de alta atingir 200 a 225 PSI, ou seja, quando atingir 200-225 PSI, ele vai entrar aqui com a ventilação para ajudar a forçar a ventilação aqui no nosso condensador para que a gente consiga obter dentro do nosso ciclo de refrigeração, a condensação do nosso fluído refrigerante. Vamos clicar aqui para a gente observar: 225/215, abaixou, desligou, ele vai ficar variando, conforme a pressão vai subindo, ele entra com a ventilação, ele vai ajudar aqui o resfriamento do fluído e, com isso, a pressão cai novamente e ele desliga aqui o nosso ventilador através desse relê.A construção é o mesmo do outro pressostato, e é assim que ele funciona. Então, voltando ao circuito, falamos aqui desses três pressostatos, hoje em dia, nós temos também pressostatos, na verdade, os três dutores de pressão fazem praticamente todo esse trabalho desses pressostatos, eles são encontrados em um único pressostato o trabalho da parte do controle da pressão na baixa e da pressão de alta , ocorre um vazamento, ele atua baixando a pressão, ocorrendo uma outra pressão ele também vai desligar o compressor, e também vai trabalhar gerenciando a parte da ventilação aqui, da primeira/segunda velocidade do nosso eletro-ventilador no condensador, tudo isso através do transdutor já ligado diretamente ao módulo. Então, é muito importante também a gente ter um conhecimento, um pouco da injeção, um pouco sobre como funciona o módulo, pois hoje em dia os carros atuais já utilizam muitos desses controles usando transdutores de pressão, em alguns casos vamos encontrar muitos pressostatos ainda, em alguns veículos, mas hoje também a gente vai encontrar os transdutores.
Bom, acredito que deu para a gente ter uma boa noção aqui do que é o Fluxo de Refrigeração com esse arquivo. Como eu disse, vocês vão poder baixar esse arquivo, poder estudar ele mais a fundo e olhar simulações com mais calma. E eu espero que esse arquivo possa ajudar no entendimento do Ar-Condicionado Automotivo. Muito obrigado novamente.